Enquadrado na comemoração do dia mundial da Cruz Vermelha, que se assinalou no passado 8 de maio, o setor da Cruz Vermelha Local realizou, neste fim-de-semana, sábado e domingo, um seminário de formação dos voluntários, com o intuito de mobilizar e engajar mais voluntários, inteirá-los sobre os desafios, missão e objetivos da Cruz Vermelha de Cabo Verde e capacitá-los para intervenções sociais.

A cerimónia de abertura que contou com a presença do Presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde, Mário Moreira, foi presidido pelo edil micaelense, Herménio (Meno) Fernandes, que destacou o papel e o contributo da Cruz Vermelha na construção de uma sociedade cada vez mais humanitária, saudável e solidária.

Fernandes sublinhou ainda a importância da retoma das atividades do setor aqui no concelho e desafiou os soldados da paz e agentes de mudança (como os caraterizou) a chegarem a todas as 23 localidades do município, contando com a total disponibilidade da CMSM para materialização do plano de atividades. “É uma luta conjunta de todos nós”. Enfatizou.

A formação decorreu no Centro de saúde de São Miguel e contou com a participação de mais de 30 jovens, que têm também o desafio, lançado pelo edil, de contribuir na sensibilização da população na implementação do código de postura municipal.