Durante a Sessão Solene realizada pela Assembleia Municipal para assinalar a efeméride, o Presidente, Herménio Fernandes, no seu discurso, enfatizou a importância de hoje sermos um país livre: “O 13 de janeiro simboliza a ausência da coerção, a valorização da cidadania, o direito à informação e liberdade de expressão, o fim do medo e da mordaça”.

Não obstante aos ganhos conseguidos até agora, o edil micaelense considera haver ainda muito trabalho pela frente para realizarmos os valores do 13 de janeiro: “há ainda desigualdades sociais, pobreza, desemprego que precisam ser eliminados, e isso, exige dos servidores públicos uma nova atitude. A consolidação da democracia depende da fortificação das instituições, do respeito pelas diferenças, de uma justiça célere e para todos, da eliminação da corrupção e do respeito pelos direitos do homem. A democracia pressupõe igualdade de todos perante a lei e é preciso realizar esta premissa e torná-la numa atitude permanente.”

No final, Herménio Fernandes, apelou à renovação do empenho e compromisso com a defesa da liberdade e democracia para que quaisquer tentativas de diminuir o que é de facto a conquista maior do cabo-verdiano – o seu direito de cidadania - não lhe seja retirado em nenhuma circunstância.