A maior central fotovoltaica de Cabo Verde, com capacidade para produzir 10 MW, será edificada no nosso município, na zona de Bacio. Os contratos de concessão foram assinados hoje entre o Governo, a Eletra e a empresa Tâmega Energy, responsável pela sua construção.

Para o edil micaelense hoje é um dia muito importante e histórico para o município. “Este projeto representa a nossa ambição de transformar São Miguel numa plataforma para a fixação de grandes empreendimentos e indústrias em Santiago Norte”, frisa. Herménio Fernandes realçou ainda a sustentabilidade ecológica e a viabilidade económica deste grande investimento, sem deixar de realçar o grande impacto no mercado local, particularmente no que tem que ver com as oportunidades de empregos qualificados e com remunerações competitivas para os quadros do município.

Para o Primeiro-Ministro, Dr. Ulisses Correia e Silva, este é um passo importante para o processo de transição energética em curso no país. A maior central fotovoltaica de Cabo Verde terá grandes impactos, a todos os níveis, tendo um valor adicional por ser em São Miguel.

Mais energia renovável é o que se pretende, e com este investimento Cabo Verde vai se tornando cada vez mais num país sustentável, sublinhou o chefe do Governo.

Com este empreendimento Cabo Verde passa a contar com uma cobertura de 25% de energias renováveis, tendo uma previsão de 30% em 2025 e 50% em 2030, e São Miguel passa a levar energia para vários pontos da ilha.