A primeira edição de “São Miguel a Correr”, levada a cabo neste 1º de maio, conseguiu arrastar mais de 70 atletas, entre júnior e sénior, das diferentes localidades do município.

Entre subidas e descidas da igreja da ribeira de São Miguel à cidade de Calheta para os mais graúdos, e de Pilão Cão à cidade para os mais pequenos, rapazes e meninas não sentiram o sol ardente que se fazia e em menos de 45 min, todos já tinham cortado a meta, com exceção de alguns que desistiram pelo caminho.

Numa competição bastante renhida, importa destacar o empenho e entusiasmo na cara dos participantes, particularmente aqueles que ainda sem chance de alcançar o pódio fizeram questão de cortar a meta. De facto São Miguel é um viveiro de atletas.

A intenção é fazer deste evento um marco anual na agenda de comemoração do 1º de Maio, garante Natalino Tavares, vereador para área da Juventude, Cultura e Desporto, agradecendo a imprescindível parceria com a escola de atletismo JAK (Jovens Atletas de Kadjeta), na realização deste evento.

Confira o pódio:
Sénior Masculino - 1º Rui Almeida (São Miguel); 2º Daniel Monteiro (Calheta) e Nelson Furtado (Espinho Branco);
Sénior Feminino – 1º Mayra Moreira (Calheta); 2º Melissa Lopes (Calheta) e Carla Tavares (R.São Miguel);
Júnior Masculino – 1º Osvaldino Miranda (Calheta); 2º Hélder Martins (Calheta) e Evandro Tavares (R.São Miguel);
Júnior Feminino – 1º Adelça Tavares (Calheta); 2º Simone Miranda (Calheta) e Sofia Pereira (Espinho Branco).

O lançamento do projeto “Aproveitamento dos recursos naturais (solo e água) sua valorização e integração no setor do agronegócio como fator de desenvolvimento local de Aguadinha” aconteceu no início da tarde de hoje, na localidade de Aguadinha, Ribeira de São Miguel.

O projeto que vem beneficiando a comunidade com a criação de 77 postos de trabalho, sendo que 46 são mulheres chefes de família, contempla a construção do reservatório para a rega gota a gota para irrigação de hortaliças, construção de 2 mil metros de arretos para conservação do solo, e ainda, produção e fixação de 2 mil plantas fruteiras e sementeira de 50 litros de congo.

Trata-se de um projeto da Associação para o Desenvolvimento Comunitário de Aguadinha em parceria com o Parque Natural de Serra Malagueta, Delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente de São Miguel/Tarrafal e Câmara Municipal de São Miguel, financiado no âmbito do programa das Nações Unidas GEF – SGP – programa de pequenas subvenções, no valor de 30 mil dólares.

O Vereador pela área do Desenvolvimento Rural e Fiscalização, Salvador Cruz, e o Delegado do MAA São Miguel/Tarrafal, sublinharam a importância do projeto que vai beneficiar diretamente a comunidade e garantir postos de trabalho às famílias durante um período de, no mínimo, 3 meses.

O objetivo foi capacitá-los em matéria da busca ativa de emprego e o autoemprego, para promover a empregabilidade, facilitando assim a entrada no mercado do trabalho.

Trata-se de uma iniciativa do Centro de Emprego e Formação Profissional de Santa Cruz em parceria com a Câmara Municipal de São Miguel através do Pelouro da Formação, Empreendedorismo, Emprego e Género.

A oficina que decorreu entre os dias 24 e 28 de abril, no espaço jovem de Achada Portinho, teve como formadores a Técnica do CEFP Elizandra Garcia e o Professor Alcides Miranda que discorreram sobre o trabalho assalariado e autoemprego.

No quadro da parceria existente entre a Câmara Municipal de São Miguel e as ONG´s Luxemburguesas CVED e PSF, uma delegação dessas ONG´s se encontra de visita ao município, de 21 a 27 de abril, no sentido de se inteirarem do andamento do projeto e da funcionalidade dos investimentos financiados.

Recebidos pelo edil e a sua equipa, Herménio (Meno) Fernandes, sublinhou a importância de continuar com esta parceria, com os projetos que muito têm beneficiado a população de São Miguel, principalmente o setor da Juventude. Fernandes aproveitou para dar a conhecer o programa de governação para o quadriénio 2016-2020, bem como o plano de atividades e propor o alargamento desta cooperação a outras áreas consideradas cruciais para o desenvolvimento do município, nomeadamente a agricultura, pesca e turismo.

De realçar que no âmbito desta parceria e enquadrado no projeto “Amélioration des conditions de vie des jeunes de São Miguel” o município já beneficiou de dois autocarros para transporte escolar, financiamento para a instalação do Espaço Jovem de Achada Portinho e formações ligadas à música, dança e teatro. Aliás, puderam presenciar o resultado desses financiamentos, assistindo atuações de grupos de música, dança e teatro, todos formados ali no espaço e no quadro do referido projeto.

A delegação mostrou-se bastante recetível às ideias do edil, uma vez que, depois de terem constatado in loco a funcionalidade e os benefícios desta cooperação para a população, sentiram-se bastante satisfeitos e motivados a mobilizar mais investimentos para o município.

Além de encontros de trabalho com a equipa camarária, esta delegação também tem em agenda, encontros com a delegação do MED, diretores dos liceus e associações juvenis do concelho.