O ano de 2016 foi bastante positivo ao nível da segurança aqui no município, com destaque para a acentuada redução da criminalidade. Houve uma diminuição de 14%, mas a ambição, segundo o Comandante Cecílio Lopes Rodrigues, é ainda maior, nesse sentido pretendem implementar um policiamento de proximidade ainda mais forte, pese embora a diminuição de número de efetivos, instalação inadequada e falta de meios de salvamento aquático. Mesmo assim, estão empenhados em montar uma estratégia operacional para que São Miguel continue cada vez mais seguro, pelo que, desejariam muito poder contar com a parceria da Câmara Municipal.

Herménio (Meno) Fernandes mostrou-se bastante satisfeito com o balanço apresentado, particularmente com a redução da criminalidade e reiterou toda a disponibilidade da Câmara Municipal em colaborar com a Esquadra Policial no sentido de garantir a segurança em todas as localidades e para toda a população “segurança pública é uma das principais função do estado e uma condição cimeira para termos um país e um município seguro, é um dos eixos estratégico e fundamental para o desenvolvimento do concelho e do país” sublinhou o autarca micaelense.

Nessa linha, a Câmara duplicou o apoio de combustível à esquadra para facilitar o policiamento de proximidade, está a trabalhar para dentro de um mês garantir a requalificação da via de acesso às instalações do Ex-Posto Sanitário de Saúde sito em Cutelo Miranda, por forma a viabilizar a transferência da esquadra para esse estabelecimento onde já funciona os serviços de proteção civil, proporcionando assim mais e melhores condições para os nossos agentes.

 

A assinatura do protocolo aconteceu na tarde do dia 25 de janeiro a propósito da visita de dois dias realizado ao município de São Miguel, a convite do edil Herménio Fernandes para conhecer o município, as necessidades e identificar as áreas de intervenção. Nessa linha o protocolo ora assinado visa dinamizar a economia local, promover o emprego jovem, o empreendedorismo, bem como a implementação de um centro de investigação marítima.

Herménio (Meno) Fernandes acredita que esta parceria vai traduzir em ganhos significativos para o município tendo em conta toda a experiência, conhecimento e áreas de atuação da EFAO, por isso, está confiante que brevemente a população vai começar a colher frutos desta parceria.

Fernando Loureiro também congratula com a ideia do edil, será uma parceria benéfica para o município que tem muitas potencialidades, com destaque para o setor marítimo, turístico e a nível de agropecuária. Por outro lado é uma boa oportunidade para a EFAO (organização de cooperação para o desenvolvimento sustentável integrado) que tem todo o interesse em dar a sua contribuição para o desenvolvimento do Município de São Miguel.

No mesmo dia a EFAO Cabo Verde e a DNA São Miguel assinaram um protocolo de parceria que visa apoiar a DNA nos projetos voltados para a juventude que promovam o empreendedorismo e o emprego juvenil. 

 

IMG 8440 870

IMG 8431 870

IMG 8425 870

 

A convite do edil Herménio (Meno) Fernandes um grupo de seis empresários portugueses deslocaram-se na tarde de 5ª feira, 26 de janeiro, ao município de São Miguel para um encontro com os dirigentes desportivos com o intuito de se inteirarem da realidade local, estabelecer contactos e analisar possibilidades de apoios e cooperação. Por outro lado, a ideia é, também identificar bons atletas e investir neles independentemente da modalidade, porque reconhecem que Cabo Verde tem muitos talentos e precisam ser valorizados.

Ressaltaram os laços familiares que os ligam a Cabo Verde e a São Miguel, em particular, os laços afetivos: a amizade com o presidente e o filho de São Miguel, Miguel Sousa, que também integrava a comitiva e mostrou toda a sua disponibilidade em servir de elo para canalizar apoios e parcerias para o seu município.

Para os dirigentes desportivos é regozijante e motivador este contacto, essa disponibilidade de visitar o município e conhecer os atletas. É uma mais-valia e desejariam muito que esses empresários se juntassem à Câmara no apoio aos clubes e escolas de iniciação desportiva.

Herménio (Meno) Fernandes agradeceu a vinda ao município e toda a disponibilidade em colaborar que mostraram durante o encontro, o que constitui um fator de ainda mais motivação para continuar a trabalhar. Sublinhou os investimentos da autarquia ao nível do desporto e espera poder contar com a parceria desses empresários porque, diz o autarca micaelense, "investir no desporto é investir nas pessoas, no capital humano".

 

IMG 8460 870

 

>Equipas do MCA (Millennium Challenge Account), Câmara Municipal e AdS estiveram no terreno, durante o dia de hoje, para acompanhar o andamento das obras de extensão e melhoria do sistema de abastecimento de água de Pilão Cão, Mato Correia e Espinho Branco financiadas pelos Governos de Cabo Verde e dos EUA, através do Millennium Challenge Corporation (MCC) no quadro da reforma do setor de águas e saneamento, apoiada pelo Projeto Águas, Saneamento e Higiene (WASH), no âmbito do Fundo de Água e Saneamento (FASA).

As obras caminham a bom ritmo, mas a preocupação do Diretor do Fundo de Água e Saneamento do MCA-Cabo Verde II, Engenheiro Nilton Santos, é a questão da ligação domiciliária. Preocupação essa que vai ao encontro das ideias do autarca micaelense que já vem trabalhando num plano de ligação domiciliária para que as famílias não vejam a água a passar a frente da porta e não tê-la nas suas casas: “A minha preocupação são as pessoas, portanto mais do que ter água na rede disponível para a população é ter água nas casas das pessoas” enfatizou Herménio (Meno) Fernandes.

Nesse sentido a Câmara vai trabalhar junto com AdS para assegurar que na altura da entrega das obras às familías estejam todas com as suas casas ligadas à rede.

A empresa executora das obras Lambelho & Ramos, durante a visita, garantiu que já no mês de maio, a população de Pilão Cão vai poder ter água na rede a partir do reservatório em construção.

 

IMG 0053 870

IMG 0060 870