Gruta Rachada – Ribeireta

Proposto no inventário dos recursos turístico 2013 do Concelho como atrativo natural, este monumento, situa-se na localidade de Ribeireta, aproximadamente a 3.5 km próximo de Veneza. 

Durante muito tempo, esta gruta foi refúgio do famoso “Souza Zebedeu”, considerado na época um dos maiores larápios do Concelho. Servia-lhe de abrigo contra a perseguição da PIDE, polícia política da época e também das autoridades policiais após cada assalto. Diz-se quem conheceu a gruta, que o interior era um autêntico labirinto só conhecido por Souza, que conseguia fintar as autoridades. Escondia aí os tesouros do saque. Fez dela a sua residência familiar chegando a viver aí com as suas 2 a 3 mulheres, com toda a comodidade de uma habitação condigna da época, inclusive com instalação elétrica por ele improvisado com ajuda de baterias entre outros.

O famoso delinquente Sousa de Zebedeu fazia tudo de mau: fugia da prisão de Tarrafal frequentemente, roubava onde quisesse, era mágico. Conta-se que por causa de desaparecimento de umas joalharias numa família em Veneza, foi ele o acusado de roubo pela justiça. Dali refugiou-se nas grutas de Rachado que não estão longe da sua moradia. Conta-se que um dia deslocaram-se uns 16 polícias PIDE e 17 militares á sua procura no esconderijo. Acontece que não conheciam o procurado. E a meio do caminho para o rachado encontraram com Sousa que de imediato abriu fogo de pistola contra eles e fugiu. Desde então o homem mudou do esconderijo e só muito mais tarde veio a ser apanhado algures na Ribeira da Barca.

Share on facebook
Share on twitter